Casa Ciências veja os benefícios da música para seu cérebro

veja os benefícios da música para seu cérebro

por Alberto Lima


A música não só é um excelente passatempo – ótima para entreter, relaxar e divertir – mas também um bom estimulante para a mente. É o que os estudos mostram: a memória e a atenção podem melhorar quando você desfruta desse lazer. Conheça, então, os benefícios da música para o seu cérebro.

Boas notícias para amantes da música

É difícil encontrar alguém que diz não gostar de música. Ela é algo da própria natureza do ser humano, e a prática musical já existe há milhares de anos. Seja qual for o estilo ou gênero musical, todos nós recorremos a essa forma de arte eventualmente.

Ainda mais, a ciência tem boas notícias para quem é amante da música. Os estudos mostram que ela é muito benéfica para a saúde, pois ativa o centro de prazer do cérebro – como, por exemplo, o sexo. Ela libera dopamina e causa uma sensação de bem-estar; por isso, é usada por médicos e terapeutas em diversos tratamentos, apresentando geralmente resultados bastante positivos.

Pesquisas também mostram que escutar música faz bem para o seu cérebro: pode melhorar a capacidade cognitiva, e com isso a habilidade para realizar algumas tarefas.

Bem para o cérebro: melhora memória e atenção

O novo estudo da revista Frontiers in Neuroscience analisou os efeitos da música no desenvolvimento cognitivo das crianças. Os pesquisadores viram que aquelas que aprenderam a tocar um instrumento musical podem se beneficiar de melhor atenção e memória operacional em comparação com crianças que não têm treinamento musical.

Além de superar seus colegas não musicais em testes cognitivos, as crianças que tocavam em uma orquestra, banda ou algum conjunto tiveram maior ativação em regiões cerebrais importantes.

VEJA MAIS: O que é a música e como ela funciona para os humanos?

A pesquisa contou com 40 crianças, com idades entre 10 e 13 anos. Metade já tinha uma prática musical por pelo menos dois anos, enquanto a outra era leiga. As crianças participantes então realizaram um teste para avaliar a atenção e a memória operacional. Enquanto isso, os pesquisadores escanearam os seus cérebros usando a ressonância magnética funcional (RMf).

Os resultados mostraram que, no geral, as crianças musicais tiveram pontuações mais altas nos desafios de memória. Além disso, crianças com formação musical apresentaram maior ativação do tálamo, uma região do cérebro muito importante para processar a linguagem e informações sensoriais.

Assim, os autores do estudo sugerem que aprender um instrumento musical em idade jovem pode melhorar a atenção e a memória operacional.

Incentivar as crianças na prática musical

A pesquisadora autora do estudo, Dra. Leonie Kausel, violinista e neurocientista, defende fortemente que os pais encorajem seus filhos no aprendizado de um instrumento musical.

“(…) Os pais não devem matricular os seus filhos apenas porque esperam melhorar suas funções cognitivas, mas também porque [a música] é uma atividade que (…) lhes proporcionará alegria e a oportunidade de aprender uma linguagem universal”, Leonie Kausel

Portanto, a música não só acalma, mas estimula a memória e atenção, além de aliviar dores e ajudar na prática de exercícios físicos. Ela traz benefícios para a saúde, para o corpo e para a mente.

O artigo científico foi publicado na Frontiers in Neuroscience.



Fonte Socientifica

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies