SGDC atende a 80% das escolas no Gesac

banda ka, banda larga via satélite, espaço, dados via satélite

Parte dos pontos de acesso conectados no Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac) são de escolas, que utilizam a capacidade em banda Ka do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC) para acessar a Internet. Do total de 12,4 mil estações instaladas no Gesac, 9.380 são escolas, o que cobre 2,598 milhões de alunos, segundo informou o Ministério das Comunicações ao TELETIME. Desse total de instituições, 79,8% são conectados com o SGCC. A maioria absoluta das cidades está no Nordeste, mas o Sudeste tem mais municípios atendidos do que o Norte, apesar de haver inversão na quantidade de escolas e matrículas atendidas.

No Programa Educação Conectada, do Ministério da Educação, até o momento são 7.489 links satelitais instalados em todas as unidades da federação, menos o Distrito Federal. No total, são 2.106 municípios. Conforme explica o governo, as demais escolas são atendidas com recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), com o qual as instituições contratam provedores privados em suas regiões.

O acesso às informações fornecidas pelo Escolas Satelitais tem dados de 22 de julho, com pouco menos instituições (7.407) conectadas ao SGDC do que o Minicom informou. Neste contexto, considerando apenas a divisão regional, o Nordeste contava com 1.106 municípios. Por outro lado, a região com maior rede terrestre disponível, o Sudeste, tinha 325 municípios – mais do que os 288 no Norte, onde há justamente a maior carência de infraestrutura. As outras regiões adicionam 213 no Sul e 144 no Centro-Oeste.

Ressalta-se porém que há outros recortes nos dados que indicam maior quantidade de escolas e alunos conectados nas regiões mais vulneráveis. Por quantidade de estabelecimentos de ensino, no Nordeste 4.453 eram conectados por satélite, e no Norte, 1.560 escolas. Já no Sudeste, 790 eram contempladas. Centro Oeste contava com 323 instituições, e o Sul, com 350. Considerando a quantidade de matrículas, o Nordeste conta com 1,5 milhão, enquanto o Norte tinha 538,2 mil. O Sudeste, por sua vez, tinha 243,9 mil; o Centro-Oeste, 112,2 mil; e o Sul, 102,7 mil.

Fonte Teletime