Casa Esportes Série D: Villa Nova-MG tenta última cartada contra vice-líder Gama

Série D: Villa Nova-MG tenta última cartada contra vice-líder Gama

por Alberto Lima


De um lado, um time já classificado para o mata-mata. Do outro, uma equipe que precisa vencer para não se despedir precocemente da Série D do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira (13), às 15h (horário de Brasília) Gama-DF e Villa Nova-MG se enfrentam com objetivos distintos pela 12ª rodada da primeira fase da competição. A partida no estadio Bezerrão, no Gama (DF), será transmitida ao vivo pela TV Brasil.

O Gama ocupa a vice-liderança do Grupo 6 com os mesmos 26 pontos e 18 gols de saldo do rival Brasiliense-DF, que fica a frente pelos gols marcados (26 a 24). O time distrital tenta encerrar a primeira fase com o melhor desempenho geral – que, por enquanto, é do Novorizontino-SP (27 pontos). O Verdão, porém, tem de retomar a sequência positiva de resultados, interrompida há duas rodadas com a derrota por 3 a 1 para o Tupynambás-MG, em casa. Na semana que antecedeu a partida, o elenco fez greve por atraso no pagamento de salários e só havia treinado uma vez.

Na rodada passada, a equipe não saiu do zero com a Caldense-MG. Apesar do empate ter custado a liderança da chave, ele foi suficiente para garantir a classificação antecipada dos alviverdes. Contra o Villa Nova, o técnico Vilson Tadei não tem desfalques por lesão, suspensão ou pelo novo coronavírus (covid-19). Se repetir a formação que utilizou em Poços de Caldas (MG), o treinador mandará a campo: Rodrigo Calaça; Gabriel, Gustavo Emerson e Júlio Lima; Wallace, Andrei Alba e Esquerdinha; Everton, Nunes e David Souza.

Com nove pontos – e somente outros nove em disputa – o Villa Nova está a seis pontos da Caldense, quarta colocada e último time na zona de classificação. Ou seja: além de vencer o Gama fora de casa, o Leão do Bonfim tem de torcer por tropeços da Veterana (15 pontos) do Bahia de Feira-BA (14) e do Tupynambás (14). Só que o time alvirrubro, sétimo colocado do Grupo 6, não triunfa há um mês, quando bateu o Atlético-BA por 2 a 1.

No último sábado (7), o Villa empatou por 1 a 1 com o Tupynambás, em Juiz de Fora (MG), tendo somente 12 atletas à disposição. Com 12 casos de covid-19 na ocasião, o Leão pediu à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) o adiamento do jogo, o que foi negado. Três jogadores (o lateral Raul, o meia João Lucas e o atacante Rick Senna) estão recuperados e foram relacionados pelo técnico Mancini. Raul e Rick, inclusive, devem fazer a estreia deles no clube. Os demais – além do zagueiro Ramon, que contraiu o vírus durante a semana – continuam fora.

Além das ausências pela covid-19, Mancini não poderá contar com o volante João Paulo e os atacantes Etinho e Índio, contundidos. Já o lateral Wander e o atacante Alef, recuperados de lesão, foram liberados pelo departamento médico. Uma possível escalação terá: João Rivelli; Wander, Wellington Reis, Rodolfo Mol e Raul; Jean, Charles, João Lucas e Lorran; Alef, Rick Senna e João Guilherme.

Este será o segundo duelo entre os dois times em 2020. Pela quarta rodada da competição, em 30 de setembro, o Gama venceu por 1 a 0 no estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima (MG), com gol do meia Vitor Xavier. Já no último jogo entre Verdão e Leão no Bezerrão, a equipe mineira levou a melhor: 2 a 1, pela Série D de 2015.

Confira a classificação da Série D do Campeonato Brasileiro.



Fonte EBC

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies