in

Santos e Boca Juniors empatam sem gols na Bombonera


Silenciosa em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19), e sem a pressão da torcida que a torna temida, a mítica La Bombonera, em Buenos Aires (Argentina), presenciou nesta quarta-feira (6) um equilibrado duelo entre Boca Juniors e Santos. O jogo de ida do confronto pelas semifinais da Libertadores, porém, terminou sem gols e com muita reclamação dos paulistas, que contestam a não marcação de um pênalti em cima do atacante Marinho, no segundo tempo.

A partida de volta será na próxima quarta-feira (13), outra vez às 19h15 (horário de Brasília), na Vila Belmiro, em Santos (SP). Caso o placar da Bombonera se repita, a decisão vai para nos pênaltis. O Boca tem a vantagem do empate com gols. Ao Santos, basta uma vitória simples para levar a vaga à final sul-americana.

Uma saída de bola errada do zagueiro Lucas Veríssimo que o meia Sebastián Villa finalizou no travessão, aos oito minutos, foi o lance mais concreto de gol do primeiro tempo. Não que as equipes tenham evitado o confronto. Pelo contrário. Mas as bem postadas marcações de ambos os lados dificultaram a criação de lances mais agudos. Se Villa era quem dava mais trabalho ao time santista, em especial ao lateral Pará, o atacante Yeferson Soteldo fazia o mesmo contra o lado direito do sistema defensivo do Boca. Os chutes, porém, foram escassos.

Os argentinos voltaram mais agressivos no segundo tempo. No primeiro minuto, o meia Eduardo Salvio obrigou o goleiro John a trabalhar. Para ajustar a marcação no meio-campo, o técnico Cuca tirou Soteldo e colocou o volante Sandry. A troca funcionou, com o equilíbrio dos 45 minutos iniciais retomados e uma leve superioridade do Santos. Aos 28, o Alvinegro ficou na bronca após um pênalti não marcado do zagueiro Carlos Izquierdoz em Marinho, mesmo após revisão do árbitro de vídeo. O clube brasileiro ironizou a decisão da arbitragem pelo Twitter.

Os argentinos passaram a ocupar mais a área santista nos minutos finais, mas esbarraram na marcação. Nos acréscimos, em rara bobeada do sistema defensivo do Alvinegro, o lateral Leonardo Jara teve a última chance do jogo, em batida de voleio, com liberdade, mas mandou por cima da meta de John.

Antes do reencontro com o Boca, o Santos disputa o clássico com o São Paulo neste domingo (10), no Morumbi, pela 29ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Veja a tabela da Copa Libertadores.





Fonte EBC

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Como a TIM pretende monetizar pesquisas com a base de clientes

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 8 milhões