in

Revista cita estudo da UFMG como um dos destaques do ano


A descoberta do vírus Yaravirus brasilienses, ocorrida através de um estudo feito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), foi considerada um dos destaques do ano pela revista científica Science.

O portal da revista divulgou uma lista de suas histórias favoritas de notícias científicas em 2020, não relacionadas à covid-19, e citou o estudo liderado pelo professor Jônatas Santos Abrahão, do Departamento de Microbiologia do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG.

O grupo de pesquisadores, liderado por Abrahão, e que fez a descoberta, se dedica à investigação de vírus gigantes e, por isso, se surpreendeu com o novo vírus que, diferente dos demais descobertos pelo grupo, é pequeno.

Ele foi descoberto na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte. Esse vírus infecta amebas e é composto por materiais genéticos não documentados, ou seja, ele carrega genes nunca descritos anteriormente.

O nome do vírus descoberto no estudo – Yaravirus brasiliensis – faz uma homenagem a Yara, considerada a mãe das águas, segundo a mitologia tupi-guarani.



Fonte EBC

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

No Dia Mundial da Paz, Dakar reúne 49 países antes do Rally

Rio volta a pagar pensões relacionadas à chacina de Vigário Geral