Casa Esportes Pistas de Tite indicam quarteto ofensivo e novidade no meio-campo

Pistas de Tite indicam quarteto ofensivo e novidade no meio-campo

por Alberto Lima


Se depender das pistas que deixou no treino desta terça-feira (6), na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), Tite mandará a campo uma seleção brasileira bastante ofensiva para enfrentar a Bolívia na sexta-feira (9), às 21h30 (horário de Brasília), na Neo Química Arena, em São Paulo. O técnico realizou um trabalho tático e técnico, dividindo os jogadores em dois times e misturando potenciais titulares e reservas. A disposição dos atletas dá indícios de quem iniciará a jornada brasileira nas eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, em 2022.

A se confirmar o que Tite esboçou nesta terça-feira, a provável formação, sem goleiro, será Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Casemiro e Bruno Guimarães; Philipe Coutinho, Everton, Roberto Firmino e Neymar. Destaque à Bruno Guimarães, do Lyon, da França, convocado pela primeira vez, e à presença de um quarteto de homens de frente, tendo Firmino como o atacante de referência e Neymar à esquerda, mas com liberdade para flutuar no setor.

Já no gol, Ederson (Manchester City, da Inglaterra), Weverton (Palmeiras) e Santos (Athletico-PR) disputam a vaga de Alisson, do Liverpool (Inglaterra), contundido. Ele foi cortado no último domingo (4) e substituído por Ederson.

Pistas misturadas

A equipe sem colete reuniu os laterais Danilo e Renan Lodi, os zagueiros Marquinhos e Thiago Silva e os volantes Casemiro e Bruno Guimarães. Destes, apenas Bruno é menos experiente na seleção principal que a concorrência direta (no caso, o também volante Douglas Luiz) pela condição de titular. Do meio para frente estavam o meia Everton Ribeiro e os atacantes Figueiredo (cedido pelo sub-20 do Vasco), Rodrygo e Matheus Cunha.

Já no grupo com colete, o sistema ofensivo teve o quarteto formado pelo meia Phillipe Coutinho e os atacantes Everton, Roberto Firmino e Neymar (todos usualmente convocados por Tite e utilizados na seleção). Já a defesa foi composta pelos laterais Gabriel Menino e Alex Telles, os zagueiros Rodrigo Caio e Felipe e os volantes Fabinho e Douglas Luiz.

Após o trabalho tático, os atletas foram divididos em dois campos, com os quatro prováveis titulares da linha defensiva atuando juntos em uma atividade orientada pelo auxiliar Cleber Xavier, e os atacantes em outro gramado exercitando jogadas de linha de fundo e finalização, sob olhares de Tite. A única ausência do treino foi o atacante Richarlyson, que ainda trata uma lesão no tornozelo esquerdo. O jogador do Everton (Inglaterra) participou do trabalho da manhã, na academia, mas não foi a campo.

Programação

Devido aos protocolos de saúde estabelecidos pela Fifa, em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19), os treinos da seleção não podem ser acompanhado in loco pelos jornalistas. As atividades são exibidas pelo canal oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no YouTube. O mesmo procedimento ocorre para as entrevistas coletivas.

A delegação brasileira viaja para São Paulo nesta quarta-feira (7). Na quinta-feira (8), treina na Neo Química Arena, palco do jogo de sexta-feira. De sábado (10) a segunda-feira (12), a equipe trabalha no Centro de Treinamento Joaquim Grava, do Corinthians, também em São Paulo. Já no fim da tarde de segunda, embarca para Lima, capital peruana, onde enfrenta a seleção local na terça-feira (13), no estádio Nacional, às 21h, pela segunda rodada das eliminatórias.





Fonte EBC

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies