Casa Economia Petrobras prorroga trabalho remoto até 31 de março

Petrobras prorroga trabalho remoto até 31 de março

por Alberto Lima


A Petrobras decidiu prorrogar o teletrabalho para atividades viáveis remotamente até 31 de março de 2021. Em comunicado divulgado hoje (18), a empresa afirma que o adiamento se dá em caráter excepcional, e visa à proteção da saúde de seus colaboradores e a prevenção da covid-19.

“A companhia continuará monitorando os cenários interno e externo, com avaliação constante das decisões tomadas, tendo sempre como foco a prevenção e a segurança das pessoas. Em função de uma possível mudança de cenário da pandemia e dos locais em que a Petrobras atua, as condições de retorno poderão ser alteradas”, disse a empresa.

A estatal pondera, no entanto, “que, algumas atividades, por sua natureza e essencialidade, não podem prosseguir de forma remota”. Para esses trabalhadores, o retorno ao trabalho presencial será comunicado com antecedência e ocorrerá de “forma segura e gradual”.

“Nas áreas operacionais, bem como para todas as instalações onde o retorno ao trabalho presencial já vem acontecendo, a companhia segue aprimorando as medidas preventivas que buscam proteger a saúde das pessoas que precisam manter o trabalho presencial para garantir a prestação de serviços essenciais à sociedade.”

Entre outras ações de prevenção, a Petrobras já realizou mais de 320 mil testes de covid-19, inclusive no pré-embarque para suas plataformas, e distribuiu mais de 11 milhões de máscaras faciais em suas unidades operacionais.

Maior campo da Petrobras

O principal campo de produção de petróleo da Petrobras deve superar a marca de 2 milhões de barris por dia até o fim da década, projetou ontem (17) o gerente executivo da estatal, Marcio Kahn, no 3° Fórum Técnico Pré-Sal Petróleo, promovido pela Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural S.A (PPSA).

Para chegar a esse patamar, o campo deve receber oito novos navios-plataformas (FPSO) e chegar a 12 unidades de produção. Com as quatro unidades flutuantes operando atualmente (P-74, P-75, P-76 e P-77), a produção do campo de Búzios é de 600 mil barris por dia, o que equivale a 27% da produção da companhia no Brasil.



Fonte EBC

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies