Pela primeira vez veremos imagens de Marte em definição 8K


A agência Japan Aerospace Exploration JAXA e a Japan Broadcasting Corporation (NHK) estão atualmente desenvolvendo a câmera de altíssima qualidade Super Hi-Vision. Em breve, a câmera poderá nos dar as primeiras imagens 8K de Marte.

A nova câmera em desenvolvimento é capaz de filmar imagens de 4K e 8K no espaço, e será utilizada para a missão de exploração de Marte, a Martian Moons eXploration (MMX), da JAXA. Será, portanto, a primeira vez na história que teremos imagens de ultra definição de 8K de Marte e suas luas, tiradas nas proximidades.

A missão MMX e as imagens de Marte

A JAXA está atualmente desenvolvendo a espaçonave MMX, com lançamento previsto para 2024, para estudar o planeta e a origem das luas marcianas. Se trata de uma missão de retorno de amostra de grande importância internacional. As luas Fobos e Deimos são o foco das observações dos cientistas, sendo que um dos objetivos da missão é pousar em Fobos para coletar materiais de sua superfície.

Ainda não se sabe se as luas de marte começaram a orbitar o planeta devido ao seu campo gravitacional ou se os satélites eram parte da composição de Marte, se separando após algum fenômeno astronômico.

VEJA MAIS: Em breve, Marte estará mais perto da Terra; saiba como observá-lo

Outra possibilidade é a colonização do nosso planeta vizinho. As luas de Marte são consideradas possíveis locais para instalações humanas. Ainda mais, os estudos da atmosfera também podem ajudar a confirmar a existência de oceanos em sua superfície.

Então, com as imagens obtidas pela câmera, a jornada da espaçonave em torno de Marte e suas luas, a 300 milhões de quilômetros de distância, será recriada. Novos detalhes do horizonte do planeta vermelho serão vistos como nunca antes, numa alta qualidade 8K.

A transmissão das imagens de volta para a terra

Capturando as imagens em intervalos regulares e as transmitindo para a terra, formam-se imagens uniformes. Em seguida, um dispositivo de gravação inserido na cápsula da MMX armazena os dados da imagem original e os levam de volta para a Terra.

Conseguir transmitir as fotografias para a terra é um desafio para as empresas JAXA e NHK, que, desde a transmissão ao vivo do ônibus espacial em 1992, buscam maneiras para resolver essa questão. A Estação espacial Internacional (ISS) e o orbitador lunar Kaguya já transmitem imagens de alta definição – a ISS transmite até 4K. Mas, pela primeira vez, poderemos ver imagens 8K de Marte e suas luas. Ainda mais, a JAXA e a NHK visam visualizar em alto nível de realismo o comportamento da espaçonave com a nova câmera. Por isso, a missão espacial poderá utilizar as imagens futuramente para a operação da nave.

Queremos nos tornar a maior referência em educação científica do Brasil e na língua portuguesa. Para isso, precisamos pagar os melhores jornalistas, revisores e freelancers de ciência. Fazendo uma doação mensal em nosso , você nos ajuda a nos manter independentes e continuar o nosso trabalho sem percalços. 



Fonte Socientifica