Oi detalha proposta da Claro, TIM e Vivo: total com serviços é de R$ 17,3 bilhões


Além dos comunicados da Claro, TIM e Vivo, a própria Oi, em fato relevante também enviado ao mercado na noite desta segunda, 7, deu mais detalhes sobre a nova oferta das teles pelo ativo da Oi Móvel que as deixou com o status de stalking horse. Somando todos os valores, chega-se a R$ 17,3 bilhões

A Oi explica que o modelo de prestação de serviços de capacidade será na modalidade “take or pay” (use ou pague), cujo valor presente líquido (VPL) “para fins e na forma prevista” no aditamento é de R$ 819 milhões. Esse valor é adicional à oferta pelo ativo em si, que continuou de R$ 16,5 bilhões, dos quais estão inclusos os serviços de transição por 12 meses, calculado em R$ 756 milhões.

Outra condição explicada é que o direito de cobrir a oferta (right to top) terá uma condição: será necessário que a nova oferta das teles seja no mínimo 1% superior equivalente à soma de todas as quantias negociadas. Ou seja: precisará combinar o valor proposto em dinheiro, mais o VPL dos contratos de longo prazo de prestação de serviços de capacidade. 

No comunicado ao mercado, a Oi diz que a proposta vinculante está em linha com o plano estratégico de transformação das operações da companhia, lembrando que o processo competitivo ocorrerá somente após a aprovação da proposta de aditamento e a consequente homologação do plano pela 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro. 

“A Oi reitera seu compromisso com a execução de seu Plano Estratégico e o foco na sua transformação em maior provedora de infraestrutura de telecomunicações  do  país,  a  partir  da  massificação  da  fibra ótica e  internet  de  alta velocidade, do provimento de soluções para empresas e de infraestrutura para viabilizar a evolução para o 5G, voltada para negócios de maior valor agregado e com tendência de crescimento e visão de futuro”, diz a operadora no comunicado.

Próximos passos

A Assembleia Geral de Credores acontece nesta terça-feira, 8, às 11h, em formato virtual. Segundo cronograma, a Oi espera fazer o leilão da venda dos ativos da Oi Móvel em dezembro. A conclusão seria no último trimestre de 2021, embora sejam necessárias as devidas aprovações regulatórias da Anatel e do Cade.



Fonte Teletime