Casa Ciências O fofo, mas mortal lóris lento usa seu veneno contra seus pares

O fofo, mas mortal lóris lento usa seu veneno contra seus pares

por Alberto Lima


O lóris lento já era um dos únicos primatas venenosos do mundo, mas seus hábitos ficaram mais estranhos agora.

Inicialmente, lorises lentos são um pequeno grupo de primatas noturnos com olhos arregalados e que são encontrados nas florestas do sul e sudeste da Ásia. Eles são aparentemente adoráveis, mas só na aparência mesmo.

Apesar de parecerem inofensivos, um lóris lento pode ter uma mordida tóxica misturada a um veneno poderoso o suficiente para apodrecer a carne.

Por isso, os cientistas são fascinados por essa espécie. Até agora, eles não tinham conseguido identificar exatamente por que os lorises lentos têm veneno ou como o usam.

A espécie lóris lento e seu veneno

Mas agora, um novo estudo sugere que lorises lentos usam principalmente suas mordidas tóxicas em lutas entre si, em vez de se defenderem de outras espécies. O relato foi feito por Liz Kimbrough para o Mongabay.

Lóris macho adulto. Foto: Projeto Little Fireface.

Anna Nekaris é a principal autora do estudo e conservacionista de primatas na Universidade Oxford Brookes. Ela disse a Rachel Nuwer, do New York Times, que o comportamento de nossos parentes primatas mais próximos é muito raro e estranho. Eles atacam uns aos outros.

Uma mordida de lóris não é brincadeira. Suas glândulas sob axilas transpiram óleo nocivo e, quando lambem essas glândulas, sua saliva se combina com o óleo para preparar o veneno. Com isso, preenche seus caninos estriados e dão uma mordida terrível e forte o suficiente para perfurar o osso. O veneno apodrece a carne. Portanto, alguns lóris foram vistos até com metade do rosto derretido, disse Nekaris ao Times.

Consequentemente, o lóris lento é o único do grupo de primatas peçonhentos e sempre foram vistos com estranheza no reino animal. Por décadas, os cientistas debateram por que um primata evolui para ser venenoso. Mas esperava-se que o veneno fosse usado para se defender de predadores ou afastar parasitas.

Como o estudo foi realizado

Finalmente, o estudo descobriu que os lorises usam o veneno na natureza. Para isso, Nekaris e sua equipe de pesquisadores passaram oito anos estudando lorises lentos de Javan em perigo crítico, na Indonésia. Juntos, foram 7.000 horas estudando o comportamento e a saúde dos lóris. Eles equiparam 82 lorises com coleiras de rádio para rastrear seus movimentos. Assim também, a equipe capturava indivíduos a cada poucos meses para monitoramento de sua saúde.

sua pose defensiva de veneno
Um lóris lento e sua pose defensiva de veneno. Foto: Projeto Little Fireface.

Durante os exames de saúde de rotina, a equipe descobriu que 20% de todos os lorises tinham feridas de mordidas recentes causadas por outros lorises. A equipe concluiu que eles são terrivelmente territoriais e usam o veneno como arma. Os machos defendem seus parceiros, enquanto as fêmeas protegem seus filhos e comida, disse Nekaris ao Mongabay.

O lóris lento faz parte de um grupo exclusivo de apenas cinco outros mamíferos conhecidos por usarem seu veneno contra indivíduos da própria espécie. A lista tem morcegos vampiros, duas espécies de musaranhos, ornitorrincos e solenodontes, encontradas na América Central.

Este é o estudo de campo mais extenso já feito que fornecem análises aprofundadas de como os indivíduos dentro de uma espécie usam o veneno para resolver disputas ou disputar recursos. Diz Ronald Jenner, um especialista em veneno do Museu de História Natural de Londres que não esteve envolvido na pesquisa.



Fonte Socientifica

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies