Casa Tecnologia Neto de Jacques Cousteau está construindo o maior centro de pesquisas subaquáticas do mundo

Neto de Jacques Cousteau está construindo o maior centro de pesquisas subaquáticas do mundo

por Alberto Lima


Cuidar dos oceanos está no sangue da família Cousteau. Nos passos do avô, Fabien Cousteau tem mantido o trabalho pela preservação e cuidado da vida aquática feito por Jacques. Seu próximo passo nesse sentido é ousado: ele pretende criar Proteus, o maior laboratório subaquático de pesquisa do mundo. 

Aquanautas ficam 2 semanas no fundo do mar em laboratório submarino

Projeto do laboratório submarino planejado pela instituição de Fabien Cousteau.

O nome vem de um deus marinho da mitologia grega e, ao que tudo indica, o projeto será mesmo uma espécie de entidade dos mares. O centro de análises terá cerca de 370m2 e ficará a 18 metros de profundidade na costa de Curaçao, no Caribe. A ideia é que a estação se torne para o mar e a pesquisa oceânica o que a Estação Espacial Internacional, que orbita ao redor da Terra, é para a pesquisa espacial.

Tecnologia utiliza microalgas para absorver gás carbônico e reduzir emissões

Proteus não só fornecerá acesso sem precedentes ao oceano para os aquanautas e cientistas a bordo, mas também para o mundo”, explica Cousteau ao “My Modern Met”. “Ter este tipo de acesso ao oceano é necessário para que quaisquer mudanças sejam feitas, já que, como meu avô disse: ‘As pessoas protegem o que amam, amam o que entendem e entendem o que lhes é ensinado.’ Sem o conhecimento do oceano sendo explorado e compartilhado, como podemos começar a criar qualquer mudança significativa?”, questiona. 

Foto de Fabien Cousteau, neto de Jacques Cousteau.

Cientistas citam resiliência e dizem que oceanos podem ser ‘resetados’ em 30 anos

Além dos laboratórios de pesquisa, a Proteus será equipada com alojamentos, instalações médicas e outros espaços de convivência. O projeto promete captar o máximo possível de luz natural. A instituição de Fabien Cousteau, a Fabien Cousteau Ocean Learning Center, espera conseguir os US$ 135 milhões necessários para construir e manter a estação nos primeiros três anos.





Fonte Hypeness

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies