MCTI cita avanços na infraestrutura de telecom para transformação digital do Brasil


O secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, Julio Semeghini, acredita que uma das formas de assegurar a transformação digital plena da sociedade brasileira envolve avanços de infraestrutura de telecomunicações também em áreas fora dos grandes centros. Na função de ministro interino do MCTI, já que Marcos Pontes está fora em viagem internacional, Semeghini argumentou que há um avanço no marco regulatório do setor e ressaltou as legislações que procuram criar um ambiente inovador no país. Semeghini participou da abertura do Painel Telebrasil 2020, nesta terça-feira, 8, organizado pelo TELETIME.

Dentre essas legislações na área de inovação, o ministro interino citou a aprovação do acordo de salvaguardas tecnológicas entre Brasil e os EUA. O acordo, firmado em março de 2019, é necessário, segundo o governo, para garantir a proteção de tecnologia dos EUA eventualmente utilizada na base brasileira de lançamento de foguetes em Alcântara (MA), uma vez que cerca de 80% dos componentes da cadeia espacial teriam origem ou patentes norte-americanas. Outra legislação citada por Semeghini foi a nova lei da informática, que resolveu vários impasses internacionais, com a OMC, por exemplo.

Startups e IoT

Semeghini aponta também a criação do marco regulatório das startups, que permite a pequenas empresas inovadoras a liberdade para criar grandes ideias. “São avanços que estão acontecendo e que precisam ser concluídos garantir mais investimentos em inovação no país”, disse o ministro interino do MCTI.

O secretário-executivo da pasta também citou a política de Internet das Coisas (IoT), que visa uma articulação, o desenvolvimento e oportunidades de disseminar as boas soluções nas áreas de saúde, cidades, indústrias e rural. Esses “ambientes” serão priorizados com base em critérios de oferta, demanda e capacidade de desenvolvimento local. 



Fonte Teletime