Casa Ciências Lhamas sacrificadas no Peru foram vítimas de rituais incas

Lhamas sacrificadas no Peru foram vítimas de rituais incas

por Alberto Lima


As lhamas eram adornadas com brincos e colares para rituais incas e foram encontradas por arqueólogos no Peru. São restos naturais mumificados de cinco lhamas que foram sacrificadas aos deuses incas cerca de 500 anos atrás. Essas lhamas mumificadas ainda estão adornadas com os cordões coloridos, tinta vermelha e penas com que os incas as decoraram antes de enterrá-las vivas.

A descoberta é muito rara. Embora arqueólogos tenham escavado os restos do Império Inca ao longo do Pacífico da América do Sul por mais de um século, nunca encontraram algo parecido. O estudo foi conduzido pelo pesquisador Lidio Valdez, professor assistente adjunto do Departamento de Antropologia e Arqueologia da Universidade de Calgary, no Canadá.

Lhamas mumificadas

Valdez e seus colegas encontraram as lhamas mumificadas em Tambo Viejo, um sítio arqueológico na costa do Pacífico do Peru, em 2018. Elas estavam enterradas sob barro em dois dos vários edifícios que ficam em volta de duas praças locais. Quatro lhamas (uma marrom e três brancas) foram enterradas juntas em um prédio, e uma única lhama marrom foi encontrada em outro, disse Valdez.

(Universidade de Calgary)

As lhamas estavam enterradas viradas para o leste, provavelmente por que o sol era uma divindade inca importante, o que confirma rituais incas com o uso das lhamas, observou ele. Portanto, os sacrifícios homenageavam os deuses e também eram associados pelos incas a colheitas bem-sucedidas, rebanhos saudáveis e vitórias na guerra. Além de tornar o Império Inca mais popular entre a cultura local, porque os sacrifícios vinham com grande festa. Ou seja, toda a decoração colorida da jovens lhamas e seus tingimentos de vermelho, amarelo, verde e roxo em suas orelhas sugerem que elas eram ofertas muito especiais, disse Valdez. De fato, os registros históricos indicam que as lhamas marrons foram sacrificadas ao criador Viracocha, enquanto as lhamas brancas ao sol, a principal divindade do Império Inca.

As três lhamas brancas também foram enterradas perto de fossas cheias de espigas de milho, feijão-fava e porquinhos-da-índia.

Presente em rituais incas

Todas essas pistas demonstram práticas religiosas e políticas do Império Inca, como sugere a pesquisa. Os animais sacrificados também foram parte de uma demonstração de generosidade para outro grupo de pessoas que acabara de ingressar no império. As descobertas foram publicadas recentemente na revista Antiquity.

lhama encontrada
(LM Valdez.)

As ofertas provavelmente faziam parte de festas e encontros muito maiores patrocinados pelo estado, disse o autor principal Lidio Valdez em um comunicado. O estado aproveitava para cimentar relações políticas, enquanto colocava ofertas que permitiam aos incas reivindicar a terra como sua.

Este não é o primeiro registro de sacrifício de lhama Inca, escreve Garry Shan para o Art Newspaper. Porém, os pesquisadores antes só haviam encontrado os ossos das criaturas sacrificadas.

Concluindo, os animais valiosos perdiam apenas para os humanos como presentes para as divindades. Os relatos espanhóis sugerem rituais incas com sacrifício de 100 ou mais lhamas por vez. Então, lhamas eram os itens valiosos que eles tinham.

Pesquisa foi publicada no periódico Antiquity. Com informações de LiveScience e Smithsonian Magazine.



Fonte Socientifica

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies