Casa Tecnologia Justiça do DF conclui que contrato da Telebras com Viasat para SGDC é legal

Justiça do DF conclui que contrato da Telebras com Viasat para SGDC é legal

por Alberto Lima


Decisão judicial

Quase dois anos e meio depois de batalha na Justiça, a Telebras e a Viasat obtiveram vitória no processo contra a parceria entre as duas empresas para a exploração da banda Ka comercial do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC). O Juízo da 5ª Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal proferiu na última quarta-feira, 21, decisão na qual “conclui pela legalidade do contrato associativo celebrado pela Telebras e julga totalmente improcedentes todos os pedidos formulados pelos autores” para anular o contrato.

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta sexta-feira, 23, a Telebras explica que os autores do processo são as empresas amazonenses Via Direta Telecomunicações e Rede de Rádio e Televisão Tiradentes ainda em abril de 2018, após uma liminar no mês anterior ter chegado a suspender o acordo da estatal com a Viasat. Apesar da decisão favorável nesta semana, ainda cabe recurso

“Ao longo do tempo, a companhia tem reafirmado a regularidade e a legalidade do contrato firmado com a Viasat e tem obtido decisões judiciais favoráveis, o que agora, mais uma vez, é confirmado pelo Poder Judiciário”, declara a Telebras. A empresa reitera que tomará “todas as medidas cabíveis para salvaguardar seus interesses, de seus acionistas e do Estado na consecução das políticas públicas de telecomunicações”. 

Histórico

A estatal lembra que em maio do ano passado, o Tribunal de Contas da União já havia julgado o contrato lícito. Diz ainda que a empresa cumpriu todas as determinações do TCU para ajustes no acordo, o que incluiu uma fatia menor à Viasat no compartilhamento de receitas do SGDC. Após efetuada essa mudança, a Corte determinou o arquivamento do processo. Por sua vez, a Procuradoria-Geral da República (PGR) considerou que a Via Direta não teria legitimidade contestar o acordo.

Após uma tentativa fracassada de leilão, a parceria da Telebras com a Viasat foi anunciada em fevereiro de 2018 e previa a ocupação de 100% da capacidade não militar do SGDC, o que resulta em um total de quase 60 Gbps. No entanto, a judicialização contra o contrato acabou por segurar o início da operação comercial do satélite por mais de um ano. Após operação com Gesac e testes iniciais com Wi-Fi comunitário, a Viasat só lançou a banda larga residencial via satélite em julho deste ano.



Fonte Teletime

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies