Homem com jetpack é avistado por pilotos de avião


Um homem com jetpack foi flagrado por três pilotos de avião. Os pilotos relataram ter visto o homem com uma mochila a jato numa altitude de 914,4 metros.

Um dos pilotos informou o acontecido para o Controle de Tráfego Aéreo. “Tower, American 1997, acabamos de passar por um cara em um jetpack”, disse ele. E a resposta foi inesperada. “OK, obrigado. Eles estavam à sua esquerda ou à direita?”.

Em seguida ele respondeu que o homem com jetpack estava à esquerda do seu avião, provavelmente na mesma altitude que a aeronave. Outro piloto confirmou a história, ele estava em outro voo e afirmou ter visto essa cena inusitada.

Por fim, um terceiro piloto relatou o acontecimento, confirmando que estavam a 3.000 pés de altitude.

Realmente era um homem com jetpack?

Será que realmente os pilotos americanos viram um homem com jetpack? É completamente possível que sim. Por mais que o espaço aéreo de Los Angeles seja reservado para voos comerciais, os equipamentos do tipo já conseguem realizar esta proeza.

Entretanto, na década de 1960, quando foram lançados, não conseguiam voar mais do que 10 ou 20 segundos. Além disso, não superavam 1,2 metros de altura. Desde então, a tecnologia evoluiu e os seus controladores também ficaram mais habilidosos.

Existem jetpack que suportam essa altitude

Uma prova disso é que em 2016 a Martin Aircraft Company, da Nova Zelândia, citou que o seu jetpack podia atingir a mesma altitude citada pelos pilotos. Além disso, a velocidade máxima é de 74 quilômetros por hora, aguentando até 45 minutos no ar.

Em 2020, o jetpack alado da Jetman Dubai atingiu 1.800 metros de altitude. Você pode conferir este voo aqui no vídeo:

Quem está por trás do voo?

O FBI (Federal Bureau of Investigation) e a FAA (Federal Aviation Administration) estão realizando investigações para descobrir mais sobre o incidente. Mas, como os jetpack são raros, as possibilidades de buscas se restringem bastante.

Com informações de IFL Science.

Queremos nos tornar a maior referência em educação científica do Brasil e na língua portuguesa. Para isso, precisamos pagar os melhores jornalistas, revisores e freelancers de ciência. Fazendo uma doação mensal em nosso , você nos ajuda a nos manter independentes e continuar o nosso trabalho sem percalços. 



Fonte Socientifica