Gobekli Tepe, o templo mais antigo do mundo poderia ser um observatório astronômico?


Gobekli Tepe é considerado o templo mais antigo do mundo. Ele está localizado na atual Turquia. Alguns defendem que ele possuiu uma função astronômica. Mas será que ele é, também, o observatório astronômico mais antigo do mundo?

Ah, e não tem nada a ver com alienígenas. A humanidade sempre se fascinou com o céu. Além disso, sempre utilizou a posição dos astros para marcação temporal e localização espacial. 

Localizar as primeiras práticas astronômicas da história, portanto, ajudaria os pesquisadores a encontrar o ponto onde o ser humano começou a explorar o céu de uma maneira mais complexa.

Descoberto em 1994, o tempo de Gobekli Tepe data de quase 12 mil anos atrás. Isso corresponde ao final da Idade do Gelo. Muito mais antigo do que, por exemplo, as grandes pirâmides do Egito.

Inicialmente, os cientistas pensavam que ele foi construído por partes. No entanto, a complexidade e os padrões geométricos indicam uma obra inteiramente planejada.

Seria o Gobekli Tepe um observatório de astronomia?

Apesar de várias teorias da conspiração, é claro que existem as hipóteses científicas. Há quem sugere o alinhamento com a estrela Sirius, adorada por diversos povos da época pela região, por exemplo. 

Além disso, alguns grupos de pesquisadores também sugerem que o templo pode registrar o impacto de um cometa com a Terra naquela época.

A equipe principal responsável pelas pesquisas no sítio arqueológico, no entanto, conforme a Revista Astronomy, rejeita essas ideias. Eles dizem que muitas das disposições atuais dos elementos foram alteradas por pessoas que passaram ali posteriormente. 

Outra evidência de que é difícil de que as instalações possuíram funções astronômicas é o fato de que provavelmente elas foram cobertas, ou seja, sem uma visão interna para o céu. 

Ainda assim, não é um lugar com pouco valor, no entanto. Sua arquitetura ainda impressiona. Note a imagem abaixo – há um triângulo quase perfeito entre esses três pontos. O alinhamento é muito bom. 

Derrubando concepções da pré-história

As geometrias foram encontradas e descritas em um estudo publicado em maio de 2020. Até que os cientistas encontrassem tais padrões, eles acreditavam que as sociedades neolíticas ainda não dominavam esse tipo de arquitetura. Devemos lembrar que isso se passa na pré-história.

Há uma tendência de se subestimar os povos pré-históricos, no entanto. Por exemplo, pensava-se que religiões complexas de desenvolveram apenas após o domínio da agricultura.

Mas, ao que tudo indica, a construção é um tempo. Isso indica uma adoração bastante complexa a divindades. Complexa o suficiente para criar coisas semelhante aos que fazemos nos dias de hoje.

A região onde o templo está localizado é o que chamamos, no passado, de crescente fértil. Lá foi o berço da Antiguidade. A primeira criação da escrita e a agricultura remetem dessa região, no Oriente Médio.

Embora tenham descoberto apenas em 1994, desde os anos 1960 sabia-se que havia algo por ali. Entretanto, os cientistas não se interessaram naquele momento a explorar aquela colina.

O ponto é: não se sabe o que ocorreu ali. Sabemos apenas que os povos pré-históricos eram mais tecnológicos do que pensamos. Quem sabe um dia alguém não termine de desvendar.

Com informações de BBC e Astronomy.

Queremos nos tornar a maior referência em educação científica do Brasil e na língua portuguesa. Para isso, precisamos pagar os melhores jornalistas, revisores e freelancers de ciência. Fazendo uma doação mensal em nosso , você nos ajuda a nos manter independentes e continuar o nosso trabalho sem percalços. 



Fonte Socientifica