Casa Ciências Fotos mostram enguia pendurada na barriga de uma garça no ar

Fotos mostram enguia pendurada na barriga de uma garça no ar

por Alberto Lima


Um fotógrafo amador fez um registro, no mínimo, diferente. Ele flagrou uma enguia pendurada em uma garça no ar.

A enguia, lutando pela vida, estourou o estômago de uma garça que havia se alimentado dela, de acordo com as fotos tiradas na costa de Delaware.

As fotos mostram a enguia balançando a cabeça no ar, enquanto a garça continua voando, aparentemente despreocupada.

A situação incomum atraiu muita atenção entre os predadores locais, disse Sam Davis, o fotógrafo de ocasião e engenheiro de 58 anos em Maryland. Várias águias jovens e uma raposa estavam seguindo a garça, provavelmente na esperança de pegar a refeição, caso a águia ou a enguia não sobrevivessem.

Situação inusitada

Quando Davis avistou esse voo a primeira vez, pensou que a enguia tinha mordido o pescoço da garça. Ele estava a pouco menos de 100 metros de distância dos animais, mas tinha uma lente para fotografia de longo alcance.

Então, tirou as fotos, enquanto observava a garça voar e até pousar na água com a enguia ainda presa a ela. Aparentemente, a enguia estava viva, se mexendo e arqueando o corpo.

David só percebeu o que tinha realmente acontecido depois, ao chegar em casa. Logo, ele ampliou as fotos e pode ver a enguia perfeitamente saindo da garça, de cabeça.

John Pogonoski, ictiologista da Coleção Nacional de Peixes da Austrália da Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Comunidade (CSIRO), disse que a foto mostra “uma visão bastante surpreendente”. Ele acrescentou que é muito raro isso acontecer com uma espécie de pássaro.

(Sam Davis)

No início do ano, Pogonoski e seus colegas publicaram um estudo no jornal Memórias do Museu de Queensland sobre enguias (um peixe da família Ophichthidae). Eles detalharam como as enguias podem se esconder nas estranhas dos peixes que as atacam.

Mas o ictiologista relatou que, geralmente, elas não vão muito longe. Embora, uma vez engolida, a enguia use a sua cabeça dura ou cauda para sair do trato digestivo. Normalmente, ela acaba na cavidade corporal do predador, tecidos musculares ou na bexiga natatória.

Uma vez presas, as enguias muitas vezes ficam ‘mumificadas’ ou ‘encistadas’ – fechadas em um cisto. A partir daí, morrem antes de escapar, informou ele.

Por exemplo, um coautor do artigo uma vez descobriu uma enguia viva dentro de um peixe que ele pescou quando limpava o peixe para comê-lo, disse Pogonoski.

Garça e enguia

Davis nunca mais soube o que aconteceu com a garça e a enguia fotografadas em Delaware no ano de 2011 (ele carregou as fotos há apenas alguns meses em um site de vida selvagem). Ao deixar a costa, a garça ainda estava voando com a enguia pendurada nela.

garça
(Sam Davis)

De acordo com o especialista Pogonoski, a garça provavelmente sobreviveu, pois não parecia incomodada. Mas dependeria da cicatrização da ferida e se ela evitou uma infecção.

Quanto à enguia, ela “só teria sobrevivido se caísse sobre ou muito perto da água com uma salinidade que normalmente poderia tolerar”, explicou o ictiologista.



Fonte Socientifica

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies