Casa Ciências Febre hemorrágica mortal na Bolívia pode se espalhar entre as pessoas

Febre hemorrágica mortal na Bolívia pode se espalhar entre as pessoas

por Alberto Lima


Uma apresentação anual na reunião da Sociedade Americana de Medicina Tropical e Higiene (ASTMH) anunciou um vírus mortal emergente na Bolívia que pode ter transmissão humana. É o vírus Chapare, que causa febre hemorrágica e só havia sido visto em pequenos grupos de pacientes.

Entretanto, um surto recente demonstrou vários trabalhadores do serviço de emergência infectados após a exposição a um paciente com a doença. Pelo menos três pessoas foram infectadas perto da capital da Bolívia, La Paz, em 2019. Duas morreram com a doença.

Quem relatou os casos foi o epidemiologista Caitlin Cossaboom, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), na conferência. O trabalho da equipe confirmou que um jovem residente médico, um médico de ambulância e um gastroenterologista contraíram o vírus depois de encontrar pacientes infectados.

Portanto, dois desses profissionais de saúde morreram mais tarde.

Como ocorre a transmissão?

Cossaboom e seus colegas acreditam que muitos fluidos corporais podem potencialmente carregar o vírus. Então, a descoberta exige extrema atenção e cuidado de todos os profissionais que lidam com casos suspeitos do vírus Chapare. É preciso evitar a exposição de contaminantes em potencial, incluindo sangue, urina, saliva e sêmen.

Ainda não se sabe o mecanismo exato de transmissão da doença, mas suspeita-se da saliva com alguma influência nesse processo. Provavelmente, o médico ambulante sobrevivente pegou Chapare do médico residente infectado que foi ressuscitado a caminho do hospital.

Já o médico residente contraiu a doença após aspirar a saliva de um paciente infectado e acabou falecendo. Também houve a evidência de RNA viral em uma amostra de sêmen retirada de um sobrevivente 168 dias após a infecção. Ou seja, indica que a transmissão sexual é outra forma do vírus se espalhar.

Uma imagem mostra espécimes microscópicos da família dos arenavírus. O vírus Chapare, assim como o vírus Lassa e o vírus Machupo, é da família dos arenavírus.
(Imagem: Centros de Controle e Prevenção de Doenças)

Chapare é um arenavírus, um grupo de patógenos que inclui o vírus Lassa e o vírus Machupo. Esses causaram surtos mortais na África Ocidental e na Bolívia, respectivamente.

Os arenavírus causam febre hemorrágica, a princípio, resultando em pacientes com complicações e sangramento em múltiplos órgãos. O grande problema do diagnóstico é que a condição também é encontrada em pacientes com ebola, então é complexo para as equipes de saúde administrarem.

Possível origem do surto

A origem do surto de Chapare na Bolívia, em 2019, ainda não foi confirmada. Mas o RNA viral estava em roedores perto da casa do primeiro paciente identificado. Ele não é o suficiente para concluir que os ratos são a fonte, porém oferece informações importantes para ajudar nas futuras investigações a fim de restringir a causa.

Embora ainda haja muito a descobrir sobre o vírus Chapare, a rapidez da equipe ao desenvolver um teste diagnóstico, confirmar a transmissão entre humanos e descobrir evidências preliminares do vírus em roedores foi louvável, disse o presidente da ASTMH, Joel Breman.

A lição valiosa é que as equipes científicas internacionais, equipadas com ferramentas recentes e compartilhando livremente seus conhecimentos, são a melhor defesa na linha de frente contra as ameaças perturbadoras de doenças infecciosas mortais, reafirma o presidente.



Fonte Socientifica

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies