Casa Ciências Do que é feita a corcunda dos camelos? Dica: não é água

Do que é feita a corcunda dos camelos? Dica: não é água

por Alberto Lima


A corcunda dos camelos é uma característica bastante curiosa. É comum ouvir por aí que a corcunda é responsável por armazenar água para os animais. Contudo, isso não é exatamente o que acontece. Na verdade, essa parte do corpo dos camelos é responsável por armazenar gorduras: moléculas que fornecem bastante energia para o bicho. Os camelos evoluíram com essa qualidade pois desde muito tempo atrás esses animais habitam ambientes muito extremos.

Camelos usam suas corcundas como estoque de gorduras para viajar por longas distâncias (Imagem de Free-Photos por Pixabay )

Existem duas espécies de camelos hoje em dia: os Camelos-bactrianos, mais comuns na Ásia, e os Dromedários, presentes no Oriente Médio. Ambos são animais que vivem em desertos e viajam longas distâncias sem muita água ou comida ao longo do caminho. Contudo, é aí que entra o papel da corcunda. Ela pode conter até 36 kg de gordura altamente concentrada. Essa reserva de emergência mantém o camelo nutrido durante as longas caminhadas pelo deserto.

Camelos também estocam água, mas não nas corcundas

Não só a reserva de alimento é essencial para os camelos, mas também a reserva de água. Entretanto, a água fica estocada no sangue. Mais especificamente, ela fica armazenada nas hemácias – as células que transportam também o oxigênio e o gás carbônico. Acontece que as hemácias dos camelos são bastante diferentes das de outros mamíferos, pois elas são ovais. Esse formato permite que elas carreguem água, além dos gases essenciais. Aliás, um camelo pode tomar mais de 100 litros de água em alguns minutos.

Vale lembrar também, que as gorduras são isolantes térmicos. Ou seja, elas evitam que o calor entre ou saia. Desse modo, a corcunda permite que o resto do corpo possa aliviar o calor mais fácil. Isso ocorre porque o resto do corpo fica com pouca gordura e, assim, com pouco isolamento térmico. Além do mais, quando as gorduras são consumidas elas acabam produzindo água por meio de processos químicos, o que aumenta a reserva dos camelos.

A corcunda dos camelos e a era do gelo

Como dito antes, camelos vivem em ambientes bastante pobres. Isso fez com que eles apresentassem essas estratégias de sobrevivência. Contudo, os camelos nem sempre viveram em desertos. Estudos indicam que os ancestrais desses animais sobreviveram à era do gelo utilizando a mesma estratégia atual. Eles passavam por invernos longos reservando energia nas corcundas e água nas hemácias, mais ou menos como acontece hoje.

As lhamas e alpacas, inclusive, são primas distantes dos camelos, integrantes da família dos camelídeos. Esses animais não têm corcundas por habitarem regiões mais amenas do planeta. Essas regiões oferecem mais comida, água e temperaturas favoráveis aos animais. De qualquer forma, as corcundas se formaram formadas por um longo processo de evolução que selecionou os animais mais adaptados aos ambientes extremos do planeta. 

Lhamas são parte da família dos camelos (Imagem de Pezibear por Pixabay )



Fonte Socientifica

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies