Casa Tecnologia Destinação de espectro para PPPs fica para agenda regulatória 2021-2022

Destinação de espectro para PPPs fica para agenda regulatória 2021-2022

por Alberto Lima


Espectro, frequência, faixa. Foto: Pixabay

A proposta de destinar espectro para prestadores de pequeno porte (PPPs) regionais ficará para a agenda regulatória do biênio 2021-2022. Originalmente prevista para ser debatida na atual agenda, de 2019-2020, o item 4 acabou precisando ser retirado por conta do adiamento do leilão de 5G, que também era esperado para este ano, mas acabou sendo considerado para 2021.

A ideia da Anatel era de destinar as faixas de 1,9 GHz, 2,5 GHz e 39,5 GHz para o serviço móvel pessoal (SMP) com o foco nos pequenos provedores logo após o leilão de 5G. Mas a proposta ainda está em elaboração, tendo sido realizada a consulta pública e recentemente encaminhada à Procuradoria Federal Especializada junto à Anatel após a análise pela área técnica das contribuições recebidas.

Por conta disso, o Conselho Diretor da agência decidiu na reunião desta quinta-feira, 17, excluir o item da agenda regulatória atual e determinar às superintendências de Outorga e Recursos à Prestação (SOR) e de Planejamento e Regulamentação (SPR) que avaliem a inserção desse item na Agenda Regulatória 2021-2022, a depender dos resultados do leilão dos chamamentos públicos para as faixas consideradas.



Fonte Teletime

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies