Casa Esportes Bruno Soares fica com o vice-campeonato de duplas em Roland Garros

Bruno Soares fica com o vice-campeonato de duplas em Roland Garros

por Alberto Lima


O mineiro Bruno Soares ficou com o vice-campeonato de duplas masculinas no torneio de Roland Garros, um dos quatro principais do circuito mundial de tênis, os chamados Grand Slams. Neste sábado (10), em Paris (França), a parceria entre o brasileiro e o croata Mate Pavic foi superada na decisão pelos alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies, que defendiam o título, por 2 sets a 0.

No primeiro set, a dupla alemã encaminhou a vitória ao quebrar o serviço de Bruno logo no quarto game e confirmar o saque na sequência, abrindo 4 a 1. Krawietz e Mies mantiveram a vantagem de três games até o fim do set, fechando-o em 6/3.

A parcial seguinte se manteve empatada até o 11º game, quando os alemães quebraram o saque da parceria entre o brasileiro e o croata, virando um game em que Bruno e Pavic precisavam de apenas um ponto para fechar. No game seguinte, Krawietz e Mies salvaram dois break points e definiram o set em 7/5, confirmando o título no saibro francês.

O vice-campeonato é a melhor campanha de Bruno em Roland Garros. Antes desta edição, o brasileiro havia alcançado duas vezes a semifinal, em 2008 e 2013. Foi a segunda final de Grand Slam da parceria entre o mineiro e Matic em 2020. Em setembro, eles foram campeões do US Open.

A campanha na França deve recolocar Bruno entre os 10 primeiros do ranking mundial de duplas masculinas da Associação de Tenistas Profissionais (ATP). Atualmente em 18º lugar, o mineiro assumirá a sexta posição, ultrapassando Marcelo Melo (9º) no posto de número um do Brasil. Já Pavic, que é o 11º, subirá para a quinta colocação.

Vice no juvenil

O tênis brasileiro também marcou presença na decisão de duplas juvenis masculinas em Roland Garros. A parceria entre Bruno Oliveira e Natan Rodrigues foi superada pelo italiano Flavio Cobolli e pelo suíço Dominic Stricker por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4. Rodrigues é o número sete do ranking juvenil da Federação Internacional de Tênis (ITF), enquanto Oliveira é o 41º.





Fonte EBC

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies