Casa Esportes Após desistência argentina, seleção feminina terá jogos com Equador

Após desistência argentina, seleção feminina terá jogos com Equador

por Alberto Lima


A seleção brasileira de futebol feminino tem um novo adversário para os amistosos marcados para os dias 27 de novembro e 1º de dezembro – ambos em São Paulo. Após a desistência da Argentina, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou nesta quarta-feira (18) que as duas partidas serão contra o Equador. O primeiro duelo será na Neo Química Arena e o segundo no Morumbi. Os confrontos ainda não têm horário definido.

O time equatoriano é dirigido pela brasileira Emily Lima desde o fim do ano passado. A paulistana de 40 anos foi primeira mulher a comandar a seleção feminina do Brasil, assumindo após a Olimpíada do Rio de Janeiro, no lugar de Vadão. Ela ficou no cargo por 10 meses, entre novembro de 2016 e setembro de 2017. Após seis vitórias consecutivas, emendou uma sequência de resultados negativos – argumento que lhe custou o emprego, sendo substituída justamente por Vadão. Depois da passagem pela Seleção, Emily trabalhou no Santos entre 2018 e 2019, onde foi campeã paulista e vice da Libertadores na primeira temporada junto das Sereias da Vila.

Inicialmente adversária do Brasil nos amistosos marcados para São Paulo, a Argentina pediu que os jogos fossem adiados devido ao avanço da pandemia do novo coronavírus (covid-19) na Europa. A nota oficial divulgada pela federação de futebol do país (AFA) diz que a maioria das atletas convocadas para os compromissos atuam no Velho Continente e que não haveria garantias sobre o estado de saúde delas no retorno aos clubes de origem.

Jogos contra o Equador serão os últimos da seleção feminina em 2020

O primeiro duelo contra o Equador será na Neo Química Arena e o segundo no Morumbi – Direitos reservados/Lucas Figueiredo/CBF

Os jogos contra o Equador serão os últimos da seleção feminina em 2020. A equipe comandada por Pia Sundhage não atua desde março, quando disputou um torneio amistoso na França com Holanda, Canadá e as anfitriãs. De lá para cá, devido à pandemia, a sueca realizou apenas duas convocações para períodos de treinamento: em setembro – com jogadoras que atuam no Brasil, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ) – e em outubro – com atletas de clubes europeus, chineses e norte-americanos.

Pia convocou 25 atletas (12 de times brasileiros e 13 do exterior) para os amistosos. A lista tem quatro novidades: as meias Duda, Júlia Bianchi (ambas do Avaí/Kindermann) e Ana Vitória (do Benfica, de Portugal) e a atacante Jaqueline, do São Paulo. O Corinthians é o clube com mais representantes: cinco. As jogadoras chamadas se apresentam à Seleção na segunda-feira (23).



Fonte EBC

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de privacidade e cookies