África é declarada livre da pólio selvagem

O dia 25 de agosto foi um marco na história do continente africano. Segundo a Comissão de Certificação Regional da África (ARCC), o continente está livre da pólio selvagem, doença que atingia um grande percentual da população.

Conforme foi relatado pela ARCC, no momento, cerca de 95% dos habitantes já foram devidamente vacinados contra esse vírus. A boa notícia foi anunciada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), por meio de um comunicado oficial em sua plataforma.

O que é a pólio selvagem?

Trata-se de uma infecção viral causada pelo poliovírus, também conhecida como a poliomielite. O fator mais comum de contaminação acontece de um indivíduo infectado para o outro saudável, por meio de contato com as fezes contaminadas. No entanto, existem alguns casos onde há uma possibilidade de contágio através das gotículas liberadas durante um espirro ou tosse.

De forma geral, essa infecção ocorre mais em crianças, pertencentes a uma faixa etária inferior a 5 anos de idade. Na África, a falta de saneamento básico é um grande contribuinte para a rápida dispersão do poliovírus.

No comunicado liberado pela OMS, estima-se que, a cada “1 em 200 infecções leva à paralisia irreversível. Entre os paralisados, 5 a 10% morrem quando seus músculos respiratórios ficam imobilizados”. Esse quadro sofreu mudanças percentuais após a criação de uma vacina, na década de 50, contra a pólio selvagem. Na década de 60, houve a criação do primeiro protótipo de vacina oral, por Albert Sabin, para diminuir os quadros de poliomielite no mundo.

Segundo os dados oficiais da OMS, ao redor do mundo, os casos de novas infecções pelo poliovírus decaíram em 99% desde o ano de 1988. Assim, dentre as três cepas do vírus, somente 1 ainda não foi totalmente erradicada, a que pertence ao tipo 1 da doença infecciosa. No entanto, estão concentradas somente no Afeganistão e Paquistão, possibilitando uma cura para os habitantes, muito em breve.

A importância na erradicação desse vírus para a África

O momento gerou um grande marco na história, não somente da África. A vitória contra esse inimigo invisível começou desde o ano de 2016, quando a África não teve registros de nenhum novo caso. No entanto, em 2018, o Afeganistão notificou a presença de 21 casos em seu território, bem como no Paquistão, sendo apresentados 12 novas infecções.

OMS, https://www.afro.who.int/news/africa-eradicates-wild-poliovirus

Devido ao fato de acometer principalmente crianças, a vacina terá sua aplicação feita por via oral, uma vez que obteve a sua produção através de uma versão mais fraca do agente viral. Assim, ao chegar no intestino, o conteúdo irá se espalhar, onde dará a chance de a criança fortalecer as suas barreiras imunológicas contra esse patógeno.

Com informações da Organização Mundial da Saúde.

Queremos nos tornar a maior referência em educação científica do Brasil e na língua portuguesa. Para isso, precisamos pagar os melhores jornalistas, revisores e freelancers de ciência. Fazendo uma doação mensal em nosso apoia.se, você nos ajuda a nos manter independentes e continuar o nosso trabalho sem percalços. 

Fonte Socientifica